trabalho orfia final mesmo-1 - Hannah Fa

Não só de futuro se faz tela

</desenho e colagem digital;>

{2020}

Hannah

Fagundes

[A obra, tradução sonora da música "Idas e Vindas do Amor" de Sophia Chablau e uma Enorme Perda de Tempo, visa unir à tentativa de representação visual das sensações despertadas pela música, a proposição de reflexões quanto à realidade cibernética, as relações do mundo concreto e do mundo virtual, modificações corporais das mais básicas às mais complexas, uma existência ciborgue como pensado por Donna Haraway, para além da dicotomia de virtual e natural, do gênero, da raça.
Não só pensar em virtualidade implica em futurismo e cibernético, mas é uma maneira também de repensar, uma forma nova de se relacionar com o passado e o presente, o que é simbolizado pelos desenhos do fundo, retratando desde extração do latéx a um desenho infantil, trocas de mensagens a cartas, passeio na rua, mensagens encobertas por riscados. Assim é representado o encontro do passado coletivo e da memória pessoal com o cotidiano presente, e as atualidades que convivem mesmo sem saberem umas das outras, além dos apagamentos, esquecimentos e violências perpetuados, esses simbolizados pelas rasuras.]